Resolução – PUC – Campinas 2017 – Ciências da Natureza

Questão 18

Para mostrar a diferença da rapidez da reação entre ferro e ácido clorídrico, foi utilizado o ferro em limalha e em barra. Pingando dez gotas de ácido clorídrico $$1,0\, mol\cdot L^{-1}$$ em cada material de ferro, espera-se que a reação seja
(A) mais rápida no ferro em barra porque a superfície de contato é menor.
(B) mais rápida no ferro em limalha porque a superfície de contato é maior.
(C) igual, pois a concentração e a quantidade do ácido foram iguais.
(D) mais lenta no ferro em limalha porque a superfície de contato é menor.
(E) mais lenta no ferro em barra porque a superfície de contato é maior.

Solução:

Quanto mais o ácido entra em contato com o ferro, mais rápida é a reação. Como a limalha de ferro possui uma área de contato maior co o ácido que a barra, a reação será mais rápida com a limalha.

Resposta: letra B.

Questão 20

Alguns relógios utilizam-se de um pêndulo simples para funcionarem. Um pêndulo simples é um objeto preso a um fio que é colocado a oscilar, de acordo com a figura abaixo.

Desprezando-se a resistência do ar, este objeto estará sujeito à ação de duas forças: o seu peso e a tração exercida pelo fio. Pode-se afirmar que enquanto o pêndulo oscila, a tração exercida pelo fio
(A) tem valor igual ao peso do objeto apenas no ponto mais baixo da trajetória.
(B) tem valor igual ao peso do objeto em qualquer ponto da trajetória.
(C) tem valor menor que o peso do objeto em qualquer ponto da trajetória.
(D) tem valor maior que o peso do objeto no ponto mais baixo da trajetória.
(E) e a força peso constituem um par ação-reação.

Solução:

Questão 37

O glúten é formado pelas proteínas gliadina e glutenina, que se encontram naturalmente na semente de muitos cereais, como trigo, cevada, centeio e aveia. A formação das proteínas depende da união dos aminoácidos por meio de ligações do tipo
(A) glicosídicas.
(B) peptídicas.
(C) fenólicas.
(D) aromáticas.
(E) lipídicas.

Solução:

A ligação entre aminoácidos para formar proteínas é a ligação peptídica.

Resposta: letra B.

Questão 38

300x250-livros

Cloreto de sódio, um composto iônico, é o principal componente do sal de cozinha, sendo retirado da água do mar. Já o sódio metálico não existe na natureza e, para obtê-lo, pode-se realizar a eletrólise ígnea do cloreto de sódio. Sabendo que o elemento sódio pertence ao grupo 1 da Tabela Periódica, quando se realiza a eletrólise ígnea para obtenção do sódio metálico, o número de oxidação desse elemento varia de
(A) 0 para -1.
(B) -1 para 0.
(C) -1 para +1.
(D) 0 para +1.
(E) +1 para 0.

Solução:

O sódio é um cátodo monovalente, ou seja, seu número de oxidação é +1. Depois da eletrólise, esse cátodo recebe um elétron e seu número de oxidação passa a ser zero, como mostra a equação: \[Na^{+} _{(l)} + e^{-} \longrightarrow Na_{(s)}\] Resposta: letra E.

Questão 40

Fertilizantes do tipo NPK possuem proporções diferentes dos elementos nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). Uma formulação comum utilizada na produção de pimenta é a NPK 4-30-16, que significa 4% de nitrogênio total, 30% de $$P_{2} O_{5}$$ e 16% de $$K_{2} O$$, em massa. Assim, a quantidade, em mol, de P contida em 100 g desse fertilizante é de, aproximadamente,
(A) 0,25.
(B) 0,33.
(C) 0,42.
(D) 0,51.
(E) 0,68.

Dados:
Massas molares ($$g\cdot mol^{-1}$$)
O = 16,0
P = 31,0

Solução:

Primeiro precisamos saber quantos gramas de $$P_{2} O_{5}$$ temos no fertilizante: \[100\cdot \frac{30}{100} = 30\, g\] Agora precisamos saber quantos gramas por mol tem o composto $$P_{2} O_{5}$$: \[2\cdot 31 + 5\cdot 16 = 62 + 80 = 142\, g/mol\] Em seguida vamos descobrir quanto em massa de P temos em 30 g de $$P_{2} O_{5}$$:

142 g $$P_{2} O_{5}$$ ———- 62 g P

30 g $$P_{2} O_{5}$$ ———- x

x = 13,1 g P

Agora podemos descobrir a quantidade de mols de P que está presente em 100 g do fertilizante.

1 mol P ———- 31 g

y ———- 13,1 g

y = 0,42 mol

Resposta: letra C.

Comentários

300x250-games
300x250-728_90-livros2