Física Química Unesp

Resolução – UNESP 2017 – Meio do Ano – Ciências da Natureza – 1ª Fase (continuação 1)

Questões Anteriores

Questão 64

Quando nos elevamos sobre as pontas dos pés, nossos pés funcionam como uma alavanca, conforme mostra a figura.

Para que ocorra esse movimento de elevação, os músculos gêmeos
(A) são contraídos e transmitem a força ao calcâneo por meio de tendões e ligamentos, movimentando os demais ossos dos pés que estão conectados por tendões e ligamentos.
(B) são contraídos e transmitem a força ao calcâneo por meio de tendões, movimentando os demais ossos dos pés que estão conectados por ligamentos.
(C) são relaxados e transmitem a força ao calcâneo por meio de ligamentos, movimentando os demais ossos dos pés que estão conectados por tendões.
(D) são contraídos e transmitem a força ao calcâneo por meio de ligamentos, movimentando os demais ossos dos pés que estão conectados por tendões.
(E) são relaxados e transmitem a força ao calcâneo por meio de tendões, movimentando os demais ossos dos pés que estão conectados por ligamentos.

Solução:

Para que fiquemos na ponta dos pés, os músculos gêmeos precisam se contrair, para que surja uma força para cima. Os músculos são ligados aos ossos por tendões e os ossos são conectados entre si por ligamentos.

Resposta: letra B.

Questão 65

A figura mostra duas propriedades da molécula de água, fundamentadas na polaridade da molécula e na ocorrência de pontes de hidrogênio.

Essas duas propriedades da molécula de água são essenciais para o fluxo de
(A) seiva bruta no interior dos vasos xilemáticos em plantas.
(B) sangue nos vasos do sistema circulatório fechado em animais.
(C) água no interior do intestino delgado de animais.
(D) urina no interior da uretra durante a micção dos animais.
(E) seiva elaborada no interior dos vasos floemáticos em plantas.

Solução:

A seiva bruta sobe pelos vasos xilemáticos por sucção, ou seja, utilizando as tensões de coesão e adesão da água contida na seiva bruta.

Resposta: letra A.

Questão 68

Considere as seguintes características da moeda de R$ 0,10: massa = 4,8 g; diâmetro = 20,0 mm; espessura = 2,2 mm.

Admitindo como desprezível o efeito das variações de relevo sobre o volume total da moeda e sabendo que o volume de um cilindro circular reto é igual ao produto da área da base pela altura e que a área de um círculo é calculada pela fórmula πr², a densidade do material com que é confeccionada a moeda de R$ 0,10 é de aproximadamente
(A) 9 g/cm³.
(B) 18 g/cm³.
(C) 14 g/cm³.
(D) 7 g/cm³.
(E) 21 g/cm³.

Solução:

Como as respostas estão em g/cm³, temos que transformar o diâmetro e a espessura em cm primeiro.

D = 20 mm = 2 cm $$\longrightarrow$$ r = 1 cm

e = 2,2 mm = 0,22 cm

Sabendo que o volume será $$V = \pi\cdot r^{2}\cdot e$$, basta utilizar a fórmula para cálculo de densidade:

\[d = \frac{m}{V} \longrightarrow d = \frac{4,8}{\pi\cdot 1^{2}\cdot 0,22} \longrightarrow d \cong 7\, g/cm^{3}\]

Resposta: letra D.

Próximas Questões

Sobre o autor

Guimarães

Comentários

plenussapientia