Resolução – UNESP 2017 – Química – 1ª Fase

Questão

Analise o quadro 1, que apresenta diferentes soluções aquosas com a mesma concentração em mol/L e à mesma temperatura.

O quadro 2 apresenta o resultado das misturas, de volumes iguais, de cada duas dessas soluções.

De acordo com essas informações, os precipitados formados, ppt 1 e ppt 2, são, respectivamente,
(A) $$BaCrO_{4}$$ e $$NaNO_{3}$$
(B) $$BaCrO_{4}$$ e $$Ag_{2} CrO_{4}$$
(C) $$Ba(NO_{3} )_{2}$$ e $$AgNO_{3}$$
(D) $$Na_{2} CrO_{4}$$ e $$Ag_{2} CrO_{4}$$
(E) $$NaNO_{3}$$ e $$Ag_{2} CrO_{4}$$

Solução:

Primeiro precisamos montar as equações químicas:

$$Ba(NO_{3})^{2}\, (aq) + Na_{2} CrO_{4}\, (aq) \longrightarrow BaCrO_{4}\, (s) + 2NaNO_{3}\, (aq)$$

$$Na_{2} CrO_{4}\, (aq) + 2AgNO_{3}\, (aq) \longrightarrow 2NaNO_{3}\, (aq) + Ag_{2} CrO_{4}\, (s)$$

Portanto o ppt 1 é $$BaCrO_{4}$$ e o ppt 2 é $$Ag_{2} CrO_{4}$$.

Resposta: letra B.


Questão

250x250 - Americanas

Em um experimento, um estudante realizou, nas Condições Ambiente de Temperatura e Pressão (CATP), a eletrólise de uma solução aquosa de ácido sulfúrico, utilizando uma fonte de corrente elétrica contínua de 0,200 A durante 965 s. Sabendo que a constante de Faraday é 96500 C/mol e que o volume molar de gás nas CATP é 25000 mL/mol, o volume de $$H_{2}$$ (g) desprendido durante essa eletrólise foi igual a
(A) 30,0 mL.
(B) 45,0 mL.
(C) 10,0 mL.
(D) 25,0 mL.
(E) 50,0 mL.

Solução:

 

 

Podemos calcular primeiro a quantidade de coulombs gasta na eletrólise: \[0,2\, A\cdot 965\, s = 193\, C\]

Agora podemos calcular a quantidade de mols de elétrons utilizada na eletrólise:

96500 C ———- 1 mol

193 C ———- x

x = 0,002 mol $$e^{-}$$

Agora devemos observar a equação química da eletrólise para calcular a quantidade de mols de $$H_{2}$$ que foi liberada: \[2H^{+}\, (aq) + 2e^{-} \longrightarrow H_{2}\, (g)\] Vemos que para cada 2 mols de $$e^{-}$$, 1 mol de $$H_{2}$$ é produzido, então

2 mols $$e^{-}$$ ———- 1 mol $$H_{2}$$

0,002 mol $$e^{-}$$ ———- y

y = 0,001 mol $$H_{2}$$

Segundo o enunciado, nas CATP um gás tem 25000 ml/mol, logo

25000 ml $$H_{2}$$ ———- 1 mol $$H_{2}$$

V ———- 0,001 mol $$H_{2}$$

V = 25 ml $$H_{2}$$

Resposta: letra D.


Leia o texto para responder às próximas duas questões.

O gluconato de cálcio (massa molar = 430 g/mol) é um medicamento destinado principalmente ao tratamento da deficiência de cálcio. Na forma de solução injetável 10%, ou seja, 100 mg/mL, este medicamento é destinado ao tratamento da hipocalcemia aguda.

(www.medicinanet.com.br. Adaptado.)

Questão

O número total de átomos de hidrogênio presentes na estrutura do gluconato de cálcio é
(A) 14.
(B) 20.
(C) 16.
(D) 10.
(E) 22.

Solução:

Explicitando a fórmula, temos os hidrogênios em vermelho que completam o número de ligações de cada carbono. Contando os hidrogênios, temos 22.

Resposta: letra E.

Questão

Considere que a constante de Avogadro seja $$6,0\cdot 10^{23}\, mol^{-1}$$ e que uma pessoa receba uma dose de 10 mL de uma solução injetável de gluconato de cálcio a 10%. O número total de íons $$Ca^{2+}$$ que entrará no organismo dessa pessoa após ela receber essa dose será
(A) $$7,1\cdot 10^{22}$$.
(B) $$1,0\cdot 10^{23}$$.
(C) $$5,5\cdot 10^{25}$$.
(D) $$1,4\cdot 10^{21}$$.
(E) $$4,3\cdot 10^{24}$$.

Solução:

Primeiro precisamos descobrir quantos gramas de gluconato de cálcio foram injetados na pessoa:

100 mg ———- 1 ml

m ———- 10 ml

m = 1000 mg = 1 g

Com isso podemos descobrir quantos mols de gloconato foram injetados:

430 g ———- 1 mol

1 g ——— x

$$x = \frac{1}{430}\, mol$$

Como há somente um átomo de $$Ca^{+}$$ na molécula de gluconato, a quantidade de mols é igual, logo

1 mol ———- $$6\cdot 10^{23}\, Ca^{+}$$

$$\frac{1}{430}$$ mol ———- y

$$y = 1,4\cdot 10^{21}\, mol\, Ca^{+}$$

Resposta: letra D.

Próximas Questões

Comentários

336x280_boas_escolhas