Resolução – Vestibulinho ETEC – 2017 – Ciências da Natureza (continuação 3)

[kc_row use_container=”yes” force=”no” column_align=”middle” _id=”624408"][k[kc_column width=”12/12" _id=”991559"]c_bu[kc_button text_title=”Questões Anteriores” icon=”sl-arrow-left-circle” icon_position=”left” _id=”630626" link=”http://educacionalplenus.com.br/resolucao-vestibulinho-etec-2017-ciencias-da-natureza-continuacao-2/||” show_icon=”yes”]lu[kc_column_text]v id="toc_container" class="toc_transparent no_bullets">

Índice

Questão 38

Considere que:

  • uma rampa é um exemplo de máquina simples, oferecendo uma vantagem mecânica para quem a utiliza;
  • uma pessoa, subindo pela escada ou pela rampa, tem que realizar o mesmo trabalho contra a força peso;
  • essa mesma pessoa suba pela escada em um tempo menor que o necessário para subir pela rampa.

A vantagem do uso da rampa para realizar o trabalho contra a força peso, em comparação com o uso da escada, se deve ao fato de que, pela rampa,
(A) a potência empregada é menor.
(B) a potência empregada é maior.
(C) a potência empregada é a mesma.
(D) a energia potencial gravitacional é menor.
(E) a energia potencial gravitacional é maior.

Solução:

Sabemos que potência é \[P = \fr[P = \frac{T}{\Delta t}\]iado nos informou que o trabalho realizado por uma pessoa tanto para subir a rampa quanto para subir a escada é o mesmo. Porém demora-se mais tempo para subir pela rampa do que pela escada. Concluímos assim que a potência empregada para subir a rampa é menor que para subir a escada, portanto essa é a vantagem.

Resposta: letra A.

Questão 44

Game_300x250

Em 2011, médicos de um hospital em São Paulo usaram um robô, pela primeira vez, para fazer uma cirurgia cardíaca. Nessa cirurgia robótica, os médicos fizeram uma ponte de safena, por meio de um processo menos invasivo do que o habitual. O paciente submetido a essa cirurgia apresentava uma obstrução em uma das artérias coronárias, e o sangue chegava com dificuldade ao coração. Essa obstrução das artérias coronárias é característica do quadro conhecido como
(A) pericardite.
(B) infarto agudo do miocárdio.
(C) doença vascular periférica.
(D) acidente vascular cerebral.
(E) doença das válvulas cardíacas.

Solução:

A obstrução das artérias coronárias, como diz no enunciado, torna difícil a chegada de sangue ao coração, podendo causar infarto agudo do miocárdio.

Resposta: letra B.

Questão 46

Pela primeira vez, cientistas detectaram a presença de partículas de poluição que interferem no funcionamento do cérebro, podendo inclusive ser uma das causas de Alzheimer. A conexão entre esses materiais e o mal de Alzheimer ainda não é conclusiva. Um desses materiais poluentes encontrados no cérebro é a magnetita, um óxido de ferro que constitui um ímã natural.
<http://tinyurl.com/hzvm3fh> Acesso em: 30.09.16. Adaptado.

Sobre o óxido citado no texto, é correto afirmar que ele apresenta
(A) dois polos magnéticos: norte e sul, e ambos atraem o ferro.
(B) dois polos magnéticos: norte e sul, mas apenas o polo sul atrai o ferro.
(C) dois polos magnéticos: norte e sul, mas apenas o polo norte atrai o ferro.
(D) quatro polos magnéticos: norte, sul, leste e oeste, e todos atraem o ferro.
(E) quatro polos magnéticos: norte, sul, leste e oeste, mas apenas o norte e o sul atraem o ferro.

Solução:

A magnetita, como qualquer ímã, possui dois polos: norte e sul. O ferro é atraído por ambos os polos pois as partículas constituintes do ferro se alinham com o campo magnético do ímã e isso faz com que o ferro seja atraído, não importando qual é o polo.

Resposta: letra A.

Questão 48

Game_336x280

A caminho da erradicação da pobreza, para poder contemplar a todos com o direito à habitação, as novas edificações devem ser construídas com o menor custo e demandar cuidados mínimos de manutenção.
Um acontecimento sempre presente em edificações, e que torna necessária a manutenção, é o surgimento de rachaduras. Há muitas formas de surgirem rachaduras como, por exemplo, pela acomodação do terreno ou ocorrência de terremotos. Algumas rachaduras, ainda, ocorrem devido à dilatação térmica.
A dilatação térmica é um fenômeno que depende diretamente do material do qual o objeto é feito, de suas dimensões originais e da variação de temperatura a que ele é submetido.

Para um objeto como um muro, o acréscimo ou decréscimo da área da superfície do muro é calculado pela expressão: \[\Delta [\Delta S = S_{0}\cdot \beta\cdot \Delta\theta\]que:
$$\Delta S \longrightarrow$$ representa a variação (acréscimo ou diminuição) da área da superfície que o muro apresentará;
$$S_{0} \longrightarrow$$ é a área original da superfície do muro, antes de ocorrer a dilatação térmica;
$$\beta \longrightarrow$$ é uma constante que está relacionada com o material que foi utilizado em sua construção;
$$\Delta\theta \longrightarrow$$ é a variação de temperatura à qual o muro é submetido.

Considere dois muros feitos com o mesmo material, sendo que o menor deles possui uma área de superfície igual a 100 m², enquanto que o maior tem 200 m².
Se o muro menor sofrer uma variação de temperatura de +20°C e o maior sofrer uma variação de +40°C, a variação da área da superfície do muro maior em relação à variação da área da superfície do muro menor, é
(A) quatro vezes menor.
(B) duas vezes menor.
(C) a mesma.
(D) duas vezes maior.
(E) quatro vezes maior.

Solução:

A variação de área do muro maior será \[\Delta [\Delta S_{M} = 200\cdot\beta\cdot 40\]ariação do muro menor será \[\Delta [\Delta S_{m} = 100\cdot\beta\cdot 20\] que o valor de $$\beta$$ é o mesmo para os dois muros, pois o enunciado nos diz que ambos são feitos do mesmo material. Então \[\frac{\[\frac{\Delta S_{M}}{\Delta S_{m}} = \frac{200\cdot\beta\cdot 40}{100\cdot\beta\cdot 20} \longrightarrow \frac{\Delta S_{M}}{\Delta S_{m}} = 4\]a: letra E.

[/kc_col[/kc_column_text][/kc_column][/kc_row]iv>

Comentários

Loading...